quarta-feira, novembro 08, 2006

Todos os nomes Vs. Bichos










-Conheço, por força de circunstâncias raramente agradáveis, vários veterinários, mas tenho um amigo veterinário que para além de ser competentíssimo na sua área, tem um sentido de humor acima da média. Ele costuma alegar que este lhe ficou da sua passagem pelo curso de direito, onde penou 4 anos no primeiro ano e onde lhe nasceu a vontade de lidar com animais de espécie diferente da daqueles que com que lidaria terminado o “curso das leis”.
-Há algum tempo encontramo-nos casualmente e não sei porque a conversa descambou para os nomes que os donos dão aos seus animais.
-Na realidade é para mim um mistério o que pode passar pela cabeça de alguém para chamar “Henrique” ao seu S. Bernardo, quando esse é o nome do seu sogro, ou Valentim por se ser de determinado clube de futebol. Conheço um gato chamado “Moço” porque ninguém lá em casa se decidia como lhe chamar, entretanto era tratado assim e lá ficou “Moço” para sempre.

-Já conheci “Otelos” que nada tinham que ver com a escrita de Shakespeare; “Atilas” “Neros” e “Capones” que eram cães meiguíssimos; “Fofinhos” que só sabiam arreganhar o dente e rosnar. Conheci animais com nomes de escritores famosos que os donos talvez nunca tivessem lido: “Poe”, “Eça”, “Dante”, “Balzac”, “Gogol”, “Pirandelo”, “Tolstoi”, e até “Neruda”. Outros tinham nomes de pintores e compositores clássicos: “Picasso”, “Beethowen”, “Botticelli”, “Verdi”, “Leonardo”, “Bach” e “Gauguin”. Nomes de celebridades: “Madona”, “Prince”, “Deco”, “Figo”, “Chaplin” e “Ciciolina”. Nomes de personagens de ficção: “Rambo”, “Mickey”, “Minie”, “Pluto”, “Lassie”, “Tintin”, “Milu”, “Asterix”, “Rantanplan”, “Zorro”, “Dumbo”, “Batman”, “Flash” ou até “La Gardere”. Há claro também, a interminável lista de (quase lhes chamaria nomes vulgares), como: “Rex”, “Bobi”, “Laika”, “Patusco”, “Fatucho”, “Traineira”, “Porto”, “Benfica”, “Sporting ou Sportem”, “Brilhante”, ou “Coimbra”.
-Tenho no entanto que confessar que não conhecia nomes como: “WC”, “Douradinho”, “Sapatilha”, “TV”, “Borgeço”, “Juscelino”, “Avatar”, “Sofá” ou imagine-se…“Pénis”.

-A minha gata chama-se “Papel”, porque gostava de mastigar os meus jornais e livros quando chegou lá a casa. Mas francamente, chamar “Cabra Elisa” a uma cadela em “honra” da ex-mulher…

4 comentários:

AVC disse...

O meu amigo Muso tem dois cães. Vieram parar à sua posse durante o período de cinco anos em que coabitámos. São os dois uns rafeiros adoráveis que agora vivem com ele na casa que entretanto comprou. Um foi baptizado por mim com o nome de Freud... O outro foi baptizado pelo Muso com o nome de Zeus. Digamos que o Freud é um bocado louco e o Zeus é um tanto ou quanto megalómano... :D Mas tudo isto são projecções de humanos desesperados...

Luisa disse...

Não tenho cães nem gatos e se os tivesse ver-me-ia aflita para lhes escolher nomes. Talvez me ficasse pelos nomes "clássicos" de Piloto, Bobi, Bright, Farrusco. Nome de pessoas nunca poria.

Alien David Sousa disse...

Cabra elisa lol lol

Bem, eu tenho 2 Gatos.

O BONO, em homenagem ao BONO VOX.
E o LARANJINHA, porque é todo da cor laranja e a minha mãe assim o quiz lol

Fernanda disse...

Eu tenho uma amiga que colocou o nome da cachorrinha dela de penileine...e a chama de peni! ilário, não acha?!