sexta-feira, maio 26, 2006

Narciso?










-Quando passei a fazer parte da rotina diária da minha família, pensaram chamar-me Marcelo, mas ou porque já na altura existia um, ou por terem mudado de ideias acabaram por me nomear Rui.

Ruis existem em qualquer lugar, andam por todo o lado estão em todo o lado. São muitos, são diferentes; Têm alturas, profissões, pensamentos e gostos diferentes, mas todos têm uma coisa em comum: todos se chamam Rui.
-Tenho praticamente a certeza de que não existe uma cidade, vila ou aldeia, escola, escritório ou oficina onde não viva ou trabalhe alguém chamado Rui. Ao contrário do que acontece com os Josés, com os Manueis, com os Joãos e com os Pedros, os Ruis são apenas portugueses; Não conheço outra língua em que o nome exista com esta grafia. Em língua inglesa existe o Ray, e na francesa o Ruy, mas uma e outra apenas se aproximam em número de letras e no som inicial, o que são vagas e longínquas semelhanças.
-Sei também que em russo existe uma palavra cuja grafia desconheço mas cujo som equivale ao do nome Rui. O significado não o escrevo, por se tratar do mais forte “palavrão” português e também russo,... aquele que nas terras mais a norte, é usado como se de um ponto final se tratasse.
-No entanto sei que existem Marias Rui, o que não faz delas outra coisa que não Ruis femininos.
-Não faço qualquer ideia, nem sequer aproximada de quantos Ruis existem, nem qual a sua distribuição geográfica; A única vez que tive a ideia de saber qual a sua densidade, fui a uma mesa de café com cinco amigos, dos quais quatro se chamam Rui. Assim, por conclusão ficou-me que ali, cinco em cada seis portugueses se chamavam Rui. Mas nós abemos o que as estatísticas significam quando são assim elaboradas.
-Por vezes surgem-me ideias de criar um lobby, ou um clube apenas, de e com pessoas chamadas Rui. Seria apenas mais um lobby ou clube?
-Será que o nome que usamos toda uma vida, tem algo que ver como o modo como somos ou com tudo aquilo que nos acontece?

-Quanto à sua origem conheço esta versão:

-Rui é a forma reduzida do nome Rodrigo [que vem do germânico hrod, «glorioso» "roda", glória, e "ric", poderoso]. A sua forma antiga era "Roi" ou "Roy".

In Nomes Próprios, de Ana Belo (Arteplural, Lisboa) e Dicionário de Nomes Próprios, de Orlando Neves (Circulo de Leitores).


Nota: Apesar de a ilustração ser a imagem de um Narciso, a ideia é apenas contrariar o que quer que alguém possa pensar acerca do tema e conteúdo deste post! Além de que o narciso é uma bela flor.

Rui

4 comentários:

Luisa disse...

Conheço realmente muitos Ruis, tanto nas classes altas como nas mais modestas. É um nome simpático e simples. Se é mais português do que qualquer outro, isso não sei dizer. Podias fazer uma associação de Ruis. Começavas por os convocar pelos blogs e logo vias até onde irias.

Alien David Sousa disse...

Ana e Rui, ora aqui esta um tema que nunca me tinha surgido.
O estranho é que eu conheço muitos Pedros e Paulos...também conheço 1 Rui. Não está mal.
Sabes o que podes fazes, nem sei como é que vocês não se lembraram disto. Para terem uma amostragem aproximada, que tal as páginas amarelas? Ficam logo com uma ideia de quantos Rui's iriam aderir ao vosso grupo.
Saudações Alienígenas :D

Anabelacps disse...

Curioso... lembro-me perfeitamente de em tempos ter oferecido a um Rui, um narciso...

Horto S. Pedro disse...

Esta é a unica flor do teu blog?