quarta-feira, maio 17, 2006

À espera de Godot












-Ontem, veio-me parar ás mãos um livro de Samuel Beckett com uma peça de que gosto e que já varias vezes vi: “À espera de Godot”. Ao folheá-lo, ocorreu-me esta questão: “como seria a mesma peça, se Beckett vivesse na era do telemóvel?”

Eis o que penso ser a resposta:


Primeiro Acto:

Estragon: Quem era?
Vladimir: Godot. Ele não pode vir, e que tal se fossemos a um restaurante chinês?
Estragon: Boa idea.

Vladimir & Estragon saem do palco pela esquerda.

Fim


Rui

3 comentários:

Luisa disse...

Vi essa peça há anos e impressionou-me imenso aquela espera sem fim. Tem muita piada essa tua interpretação da peça nos tempos modernos. Será que com o telemóvel tudo se resolveria?

Alien David Sousa disse...

Tenho de ler a peça antes de poder tecer algum tipo de comentário. Só falo sobre o que domino. Sou um Alien que sabe os seus limites!:D

a disse...

:(( ((: