segunda-feira, dezembro 14, 2009

Pesadelo de Natal

Pesadelo in-provavel de natal

Tive um pesadelo de Natal!

Tudo começou com uma chamada no telefone fixo em que do lado de lá me pediam que fosse receber um prémio e me falavam de colchões ortopédicos em promoção de Natal. Nesse momento, um camião enorme descarregava uma enormidade de correio que não solicitara: folhetos do Continente; do Pingo Doce, da Worten, do Modelo, do Jumbo, da Radio Popular, do Mini Preço, dos Mosqueteiros, do LIDLE, da ToysRUs…

Vinham também centenas de postais que não pedi mas que deveria devolver; assinaturas de revistas que nem sequer conhecia, ofertas de cartões da Master Card, créditos da Sofidis e seguros mais de mil.

Na radio não se calavam os anúncios da Staples nem o Cristiano Ronaldo a falar de um Banco qualquer… corri a desligar aquele ruído insuportável.

Eis que então, saltavam da televisão os “Gato Fedorento” e o tipo rouco da Vodafone perseguidos por um Nenuco cabeludo e um dinossáurio que cuspia na cara das crianças. De repente já não era em casa que estava mas numa ilha tropical onde a Barbie, o Ken, Kitty e a Barbara Guimarães trocavam de roupa constantemente e o “Pequeno Poney” não parava de dar coices no “Urso de Chumbo” da TMN e numa Play Station que se contorcia como os que jogam com elas. Sem saber de onde, vinham o Ricardo Pereira (actor de telenovelas), a Popota e a Sónia Guimarães (que não sei quem é) a acenarem-me com produtos para o cabelo que haviam de “dár-te asas”. Do lado oposto, Manuel Luís Goucha (vestido como um homem) beijava a Julia Pinheiro (brrrrr) durante o intervalo de um discurso arrogante do 1º ministro em que este anuncia a construção de um TGV eléctrico entre a Ota e Nafarros. Tudo isto se passava enquanto a Leopoldina, o Professor Marcelo, o Miguel Sousa Tavares e a Fátima Lopes (a apresentadora e a estilista numa só pessoa) tomavam chá nus na varanda de uma casa de bonecas da Chicco patrocinados pelo Milenium BCP.

Corri como só um doido (ou um empresário português a fugir do fisco) corre a refugiar-me dentro do Magalhães e encolhi-me entre um frasco de Viagra vendido online, uma opinião deslocada do Abrupto e um email que me mostrava anjinhos e devia ser enviado para 9 pessoas ou acabaria o Natal.

5 comentários:

DeepGirl disse...

Sempre desejei que Gil Vicente voltasse, e não o D. Sebastião :)

Tcharaaaaaaaaaaaaaan!

Arisca disse...

Que medo!!!
Felizmente sobreviveste para contar a história... :p

Helena Teixeira disse...

Olá!
Fiquei traumatizada quando cheguei a parte do Prof.Marcelo e o Tavares a tomarem chá nus...dio santo,já nao durmo hoje,nao vá ter um sonho desses...lolol...
Menino Rui,já foi espreitar os textos de Natal da Aldeia?Pode ir descansado que não há lá nenhum pesadelo,juro,eu li-os todos.E mesmo sendo anti-comentários,comente que é para uma boa causa :)

Jocas gordas
Lena

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

Violeta disse...

Um verdadeiro pesadlo.
Por isso não vejo televisão, excepto o canal Mezzo
Faço sempre figura de parva quando sei da snotícias, já velhas.Mas se não for por esse motivo será por outroo, pois ando sempre a fazer figura de parva ou de mula.
Ps: Obrigada pela visita ao meu barraco.