quarta-feira, outubro 29, 2008

Moscas de casa desesperadas









Estou com a mosca

________________________________________

As moscas são provavelmente os mais aborrecidos de todos os animais não humanos. O seu habitat é quase tudo excepto, ao que sei, as zonas polares. Em todo e qualquer local onde exista uma qualquer porcaria, pedaço de lixo ou podridão é mais que certo que existam moscas. Caso nada disso exista elas existem também.

No verão é tudo ainda pior. As moscas cumprem o seu ciclo de vida entre sete e dez dias e podem ocorrer doze ou mais gerações de moscas durante um só verão. São muitas moscas e muito aborrecimento.

Uma das coisas que é possível aprender com as moscas é que é sempre aceitável desistir de as eliminar. As moscas são perseverantes e teimosas; insistentes e totalmente inconvencíveis. Não há fitas onde fiquem presas que cheguem para elas; Não há cortinas para as portas e janelas que as impeçam de entrar; Não há insecticida, veneno ou armadilha que as elimine antes que apareçam pelo menos outras tantas a zunir nos mesmo sítios onde antes haviam estado a zunir as moscas capturadas ou eliminadas. Não existe ridículo saco plástico cheio de água pendurado sobre a porta que as afaste. Não há mata-moscas que lhes acerte, nem jornal nem mão.

Antigamente, antes do ar condicionado havia a "mosca da televisão". Esta era atraída pelo calor do estúdio e instalava-se na cara dos locutores e apresentadores dos programas directos. Foi a única mosca que achei divertida pelas caretas e gestos que provocava.

Hoje tenho uma mosca no monitor e francamente parece-me estar “com a mosca”

2 comentários:

Arion disse...

Podes crer! E a raiva não nos dar para partir monitores (pelo menos no meu caso) é uma sorte. Gostei em particular do título do post: muita bem cassado!

aquelabruxa disse...

as moscas são importantes para o ecossistema, quanto mais não seja para alimentarem as aranhas...