sexta-feira, fevereiro 09, 2007

SONETO In-Provavel







QUEROFAZER UM SONETO Francisco Briz Hidalgo

Sempre quis fazer um soneto,
ainda que requeira muita paciência
bem como muita experiência
para chegar ao segundo quarteto.
Com grande consideração e respeito,
mas com limitada inteligência,
lutarei para desvendar a essência
que se esconde nesse difícil repto.
Ainda que já se canse a minha mente
e me veja cada vez mais vacilante,
não quero que de mim diga a gente
que sou pessoa inconstante,
continuarei adiante e de repente,
acabou-se-me o soneto neste instante.

Tradução própria

Sempre gostei muito deste "soneto improvavel". Hoje partilho-o aqui.

1 comentário:

Mónica disse...

gostei!