quinta-feira, novembro 26, 2009

Prémios, selos, desafios e coisas de blog…

blog selo in-provavel

Passado pouco tempo desde a minha iniciação “bloguística” reparei que o envio de “SELOS”, “DISTINÇÕES” e “PRÉMIOS DE ADMIRAÇÃO” que se colocam no nosso blogue por absoluta vaidade e desejo de ser mais lido e mais comentado, é algo proveniente do mais básico e elementar espírito de manada (vulgo carneirada) que o ser humano com necessidade básica de divulgação pode possuir.

Pouco depois desta “pseudo-moda” que muitos insistem em seguir ainda e repetir até à exaustão da paciência de quem optou por não o fazer, apareceu outra modalidade de angariação de leitores.

Falo da exaustiva resposta aos comentários. Um post é por definição uma exposição de sentimentos, de uma opinião, um relato de um acontecimento real, ou uma efabulação fantasiosa. Corresponde ao desejo de ser lido (ouvido) ou entendido e apreciado. È uma espécie de “democratização” da escrita, um substituto do velho “Querido Diário” pessoal e do intimo desejo de escrever, exista ou não capacidade para o fazer. É algo que caracteriza todos os frustrados e não publicados autores, os mal publicados, por isso mesmo, e imensos impublicaveis por razões óbvias como Eu. Pode ser apenas um desabafo ou ser uma busca de solidariedades que na vida real se não encontram….

A sociologia e o estudo do papel social das novas tecnologias estão pleníssimos de “trabalhos” mais ou menos científicos acerca do assunto.

Um post, não é por natureza um inicio de diálogo de resposta e contra-resposta; não é um princípio de agradecimento pelo comentário que agradece o facto do post ter sido publicado e que obtém uma resposta à contra-resposta num ciclo infernal de réplica e tréplica ad infinitum.

Por outro lado um espaço para comentar vale apenas como espaço de comentário. Não é início de um fórum, não é um espaço de baba e cuspe.

Cada comentário é um comentário e cada comentário a um comentário é apenas mais um comentário para engrandecer a quantidade (e raramente a qualidade) dos comentários ou dos post’s.

    • Bitóque barbitúrico diz:
    • “Gosto muito do teu blog! Parabéns!”
    • Narcisa diz:
    • “Obrigadinho. Gostei muito do teu comentário!”
    • Bitóque barbitúrico diz:
    • “Pois eu gostei da tua resposta. Obrigado.!”
    • Narcisa diz:
    • “Eu é que gostei de saber que gostavas!”
    • Bitóque barbitúrico diz:
    • “Eu amei a tua ultima resposta…!”
    • (...)

Mas actualmente tenho visto crescer uma outra prática que recusei sempre e recuso ainda: “Os desafios”.

À falta de inteligência inspirada ou apenas na falta de assunto, eis que há quem se socorra de “desafios”. Ocupa-se o espaço de um post com uma rede de questões mais ou menos bem imaginadas que se propõem a outros bloguers fazendo com que estes respondam e fiquem gratos e embeiçados por terem que o fazer. A “coisa”, tal como os vírus e os disparates, espalha-se rapidamente e a incauta vítima prega a outro qualquer incauto com a mesma obrigação disfarçada de elogio.

“Proponho-te que respondas a cinco perguntas sem critério ou razão alguma. Que as publiques, que assim publicites o meu miserável e desinspirado Blog e que as transmitas a outros cinco parvos que como tu tenham paciência para vir ver quem Eu sou!”.

Isto lembra as velhinhas cadeias de orações, maldições e falsos apelos acerca desaparecidos, de sangue Tipo “Y negapositivo” e de vírus que nunca se inventaram mas que correm pela net desde que a net foi inventada.

Deixo a sugestão de um desafio:

1- A quantos desafios idiotas respondeste perdendo tempo e respondendo à necessidade mórbida de quem não tem nada para escrever mas insiste em fazê-lo?

2- Quando foi a última vez que fizeste um comentário num blog apenas para dizer que tinhas estado lá e nem sequer leste dois post’s completos de que tenhas gostado ou não leste mesmo nada?

3-Quantas vezes afirmaste gostar de um blog sem teres lido mais que o mais recente post ; sem notares que as imagens eram todinhas copiadas e totalmente desadequadas aos textos?

4-Alguma vez pensaste que ao comentar um video-clip num blog estás a perder o tempo que demorarias a ver 2 do teu agrado no YouTube?

5-Que tipo de idiota chapado foste na tua ultima encarnação?

Publiquem “ISTO” nos vossos blogs e digam que vão daqui. Colem o selo algures e comentem este post para Eu poder comentar os comentários e poderem comentar as minhas respostas para que Eu as recomente.

Sintam-se felizes e apreciados, participativos e parte de alguma coisa. Marquem um jantar e sejam imensamente felizes a trocar sorrisos idiotas e fotos dos rebentos a puxar o rabo ao gato.

Ora Bolas!.

Nota: Este post não reflecte na integra a totalidade da opinião do autor. Caso exista quem dele discorde… Santa Paciência.

Não se baseia em pessoas, situações ou blogues reais, trata-se de uma forma de ficção acerca de uma forma de fixação.

No entanto não são aceites comentários que tenham como objectivo a obtenção de resposta sob a forma de comentário.

9 comentários:

bell disse...

Muito pertinente o teu post, gostei muito. Parabéns pela análise! ;)

lLuisa disse...

Quando tenho venho aqui porque acho os teus posts muito divertidos e corrosivos...Não precisas responder...

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Por estranho que te possa parecer, no essencial até concordo...

abraço

Helena Teixeira disse...

Good,really,really good :)
É por concordar e pensar assim que não tenho blog próprio,apenas colaboro em dois blogs,com prazer,claro :)

Bom fim-de-semana
Jocas gordas
Lena

Júlia Galego disse...

Também há quem tenha iniciado um blogue porque estava tão chateada que tinha de inventar qualquer coisa para se entreter.
Pois, tive de vir espreitar o seu blogue para entender o post sobre o S. Martinho.
E sabe uma coisa? Até gostei!
Declaro desde já que não sou muito de comentar, por isso, até posso voltar mas sem deixar qualquer rasto.
Cumprimentos

Dolce disse...

Como sabes nunca comento qualquer post do teu blog,mas este merece um simples comentário : LOL
Bom fim de semana.
Beijo e tal...

Anónimo disse...

Sou mesmo lerdinha...essa coisa dos Selos é suposto colarem com cuspo não é?

:P

faz sentido!

Di..vagar

Jo disse...

Estou praticamente de acodo com este teu post porque reflecte o que sinto muitas vezes quando vejo certos comentários nos blogs. Passo port muitos e é raro deixar comentários.YUm abraço

Vinicius Linné disse...

Sou obrigado a comentar para dizer que reconcordo inteiramente com você. Parabéns pelos textos ácidos, divertidos e realistas.
Outra coisa que eu Adoro é quando alguém comenta algo do tipo: Legal seu blog, passa lá no meu e deixa um comentário.
São os chamados "mendigos virtuais".
Quanto aos selos... nada melhor para divulgar um blog, não é? Acho que vou lançar um: Anjo Maldito não leu, mas gostou desse blog! Vou distribuir pela web inteira para divulgar o meu espaço. hehehe.

Já que estamos a trocar links, deixo-te um outro texto meu: http://anjomaldito.blogspot.com/2008/11/sexto-ato.html

Na íntegra deste conto, comparo o dono de um blog a um vendedor sem escrúpulos. Caso te interesses em ler o todo, deixa-me teu e-mail, eu posso mandá-lo então.

Abraços.