terça-feira, fevereiro 10, 2009

Morte cerebral de Santos Silva

























Coisas sérias...

Falou-se muito do caso de Eluana Englaro a quem, por decisão de um Tribunal italiano, foram desligadas as “máquinas” de suporte de vida(?). Como sempre acontece, toda a gente tinha uma opinião acerca do assunto. Escreveu-se, debateu-se, discutiu-se tudo o que havia para debater, escrever e discutir e inevitavelmente colocou-se a questão de como seria se acontecesse em Portugal. Voltou-se a falar em “Testamento Vital” e nas manifestações de vontade ou convicção em casos semelhantes.

Eluana morreu naturalmente de inanição e incapacidade respiratória quatro dias depois. Não sei se ela sentiu algum alívio, e ignoro se o seu sofrimento terminou. O da sua família talvez tenha terminado.


e outras...


Quanto a mim aproveito para declarar que se algum dia me encontrar “cerebralmente morto” desejo que me desliguem as máquinas que me mantêm vivo. Desliguem-me a televisão se estiver a ver a TVI; Desliguem-me o computador se estiver a ler o inexistente relatório de OCDE que José Sócrates inventou e acerca de que despudoradamente citou algo que não era nada do que ele dizia ser.


Mas sobretudo desliguem-me o cérebro se:


Me virem a ler Paulo Coelho.

Perder o medo ao dentista.

Houver jogo da selecção (qualquer uma) e eu "torcer" pelo adversário.

Passar a acreditar na beleza poética das letras de Tony Carreira.

Admirar os modos e a argumentação de Augusto Santos Silva.


3 comentários:

korrosiva disse...

Realmente ver alguém a ler Paulo Coelho... não deve ser uma coisa bonita de se cheirar!!

Bjs

aquelabruxa disse...

eu gosto do paulo coelho! ou gostava... agora quase não gosto de nada.

Alien David Sousa disse...

Somos tão parecidos lol

Beijinhos ruca