segunda-feira, outubro 15, 2007

Conta-me como foi (Década de Sessenta)











-Na década de 60, quem expressasse a sua opinião discordante quanto ás praticas do governo era suspeito de actividades criminosas.

-Na década de 60, os funcionários públicos eram acusados por colegas e os chefes suspendiam-nos e demitiam-nos se dissessem o que pensavam do primeiro-ministro.

-Na década de 60, médicos eram demitidos das suas funções se colocassem um cartaz da oposição.

-Na década de 60, falava-se em crise, os pobres eram cada vez mais pobres e os ricos cada vez mais ricos.

-Na dácada de sessenta, os professores eram encarados como sendo apenas uma mera peça de engrenagem no processo educativo.

-Na década de 60, falava-se em crise, quando havia questões internas num qualquer banco privado, quando um clube ou a selecção obtinham piores resultados.

-Na década de 60, mais que três pessoas juntas na via pública, era considerado um comício. A GNR identificava-os e podiam até ser detidos.

-Na década de 60, quando um ministro ou primeiro-ministro passava, a zona era “limpa” de possíveis protestos.

-Na década de 60, os sindicatos eram proibidos e as associações de trabalhadores eram visitadas por polícias “à civil” que as investigavam e vigiavam constantemente.

-Na década de 60, a corrupção e o compadrio imperavam e quem falasse contra eles, era afastado.

-Na década de 60, sempre que assim conviesse ao governo, os inquéritos eram estranhamente céleres e quando envolviam culpas do Estado rapidamente arquivados.


Haverá quem saiba onde foi feita esta foto?

5 comentários:

Caesar disse...

Sá da Bandeira, no Porto??

Porca da Vila disse...

Parece-me mais a Rua dos Clérigos.

Xi da Porca

aquelabruxa disse...

rua que vai dar à praça do chile?

Rui disse...

A resposta certa é: Rua dos Clérigos (Porto) e a foto foitirada ao fundo da Igreja que dá nome à rua.
Bom golpe de vista porca da vila.

Jorge Guimarães Silva disse...

Essa foto foi tirada na década de 1930. É a Rua dos Clérigos. Tenho essa mesma foto num postal dessa época, que pode ser visto na minha página em http://telefonia.no.sapo.pt/radioporto.htm