domingo, março 12, 2006

Cuidado com os idos de Março












-Há meses assim.

-Para algumas pessoas são dias da semana juntamente com determinados números, para outras são alguns objectos partidos ou inteiros, locais, animais, atitudes e até mesmo outras pessoas. Para mim é este mês que decorre. Para mim é Março. Não sei como nasceu esta malapata, este “azar”, esta aversão por um dos doze meses; Ou melhor, sei, sei mas não digo, não quero falar disso e nem sequer pensar em tal coisa. O que é realmente um facto, é que o mês de Março se me distingue no duodécimo calendário, por ser um mês, quase sempre, declaradamente mau, raramente sofrível e quase nunca indiferente.

-César (o Júlio), teve pelo menos um adivinho que o alertou para os idos de Março e para os perigos que este fim de mês lhe traria. Não o escutou, talvez não fosse, como eu não sou, supersticioso, mas acabou por ser assassinado pelos seus amigos mais fiéis e até mesmo pelo seu filho adoptivo Brutus. A mim, cai-me apenas em cima a cada terceiro mês, muito daquilo que não desejava e que talvez não merecesse. Se acreditasse nos astros, culparia a sua conjunção nesta altura do ano; Se acreditasse nas coincidências, não culparia nada. Assim resta-me apenas culpar-me a mim, talvez por existir ou culpar o Março e esperar que passe depressa pois que os seus efeitos, dificilmente passarão.

-Mais uma vez o Março me foi aziago.

Rui


Nota: A ilustração não pretende exprimir nada, excepto a irritação profunda que este personagem me provoca. Poderia ser uma EMBIRRAÇÃO mas é In-Provavel.

2 comentários:

Luisa disse...

Pois eu gosto muito do mês de Março porque os dias crescem e acaba o Inverno

Alien David Sousa disse...

Eu não acho muita piada ao mês Abril.Não sei porquê? Não gosto da cara dele!É só.