quarta-feira, dezembro 17, 2008

Borda D'Água e Seringador














Lembro-me bem das horas que passei a lê-los em vez de dormir a sesta nas tardes de Verão em casa da minha avó. Lê-los é um modo de dizer juntar as letras seria bem mais apropriado.

Foi neles que aprendi as fases da lua e que a 22 de Abril é dia de Stª. Senhorinha; Que Arouca tem muitos dias de feira e a Amareleja não tem nenhum ou quantos eclipses iriam existir e de onde seriam visíveis.

Ao fim de muitos anos reencontrei-os e não resisti a saboreá-los de fio a pavio. Há coisas que causam saudade e outras que nunca se esquecem.


3 comentários:

Arion disse...

Às vezes ainda compro o Borda d'Água, também me lembro de uma das minhas avós.

korrosiva disse...

Todos os anos compro o Borda d'água, acho que tem sempre interesse ler.

J P G disse...

As minhas sinceras desculpas, por não ter citado a fonte onde me baseei.

Cumprimentos.